Casa do Concelho do Sabugal

 

 

                                                                   

PROGRAMA ELEITORAL

 

INTRODUÇÃO

A Casa do Concelho do Sabugal, em Lisboa, foi fundada a 13 de Fevereiro de 1975.Foram trinta e nove anos a prestar serviços aos sócios e amigos da nossa região sabugalense. A Casa tem sido o Ponto de Encontro entre os arraianos que vivem na Grande Lisboa e tem procurado afirmar-se como embaixadora da gastronomia, cultura, hábitos e saberes da nossa região. É exactamente nesta óptica que nos apresentamos aos associados, propondo-nos levar a cabo um conjunto de iniciativas, eventos e actividades de modo a colocar na ordem do dia, entre outros, esses dois objectivos que consideramos fundamentais. É essencial que os Sócios sintam a Casa como sua e que os sabugalenses encontrem em Lisboa uma Casa que, longe da sua terra natal, os represente e os acarinhe. Vamos respeitar os Estatutos que regem este tipo de associações e estabelecer com o Município do Sabugal, empresários e os outros agentes, parcerias fortes e eficazes. Não admira, portanto, que com o apoio de todos, tencionemos transformar a Casa do Concelho do Sabugal num importante pólo de promoção e divulgação da nossa cultura beirã, para que o sonho não se perca, para que o sonho comande a vida.

 

1-    Dos Estatutos

Nos termos do Art.º 4º são fins da CCS:

PROPOMO-NOS:

a) Modernizar a Casa do Concelho do Sabugal de forma a torná-la num local agradável de confraternização e bem-estar;

b) Dotar a mesma dos meios necessários que tornem viável essa modernização sem perder de vista o seu iminente pendor regional;

c) Informar por todos os meios e atempadamente os sócios de todas as reuniões e actividades levadas a cabo pela Casa;

d) Promover o estudo dos recursos naturais, com vista a fomentar o desenvolvimento económico, social e cultural da região;

e) Defender e valorizar o património histórico-monumental e artístico do Concelho;

f) Patrocinar realizações de carácter cultural, artístico e recreativo, concorrendo assim para uma maior formação dos sócios e habitantes da região;

g) Solicitar a colaboração dos organismos oficiais e privados, no sentido de fazer acelerar e executar os fins da Associação;                                                                                                                                       

h) Prestar toda a atenção às iniciativas que visem o desenvolvimento do concelho;

i) Fomentar a solidariedade de todos os sócios e habitantes da região e concorrer para a sua maior formação, designadamente através da aproximação das associações locais;

O conteúdo deste artigo constitui em si mesmo aquilo que consideramos dever ser a espinha dorsal do Programa Eleitoral, resumido numa simples frase:

“ Colocar a Casa do Concelho do Sabugal ao serviço dos sócios e do desenvolvimento do Concelho do Sabugal.”

 

2.Linhas Gerais do Programa

a) Servir os sócios, nos termos das alíneas c) e f) do Artº 4º dos Estatutos, o que pode passar, entre outras iniciativas por:

- Manter aberto um conjunto de serviços de apoio aos associados.

 - Criar o Dia Da Aldeia, para que os habitantes de cada aldeia se possam deslocar à Casa do Concelho com um Programa previamente estipulado e que incluirá uma visita a pontos-chave de Lisboa;

- Convidar personalidades de várias áreas culturais de forma a debater determinadas temáticas de importância inegável para os associados.

- Recuperar a ideia do torneio inter-aldeias de futebol de salão;

- Organizar torneios de jogos de sala – cartas, dominó, xadrez, etc.;

- Manter em permanência um posto de produtos regionais – enchidos, queijos, doces, artesanato, livros de autores sabugalenses ou cuja temática se relacione com o Concelho, bem como de jornais locais;

- Estabelecer com entidades comerciais e outros, sistemas de descontos aos portadores de cartão de sócio;

- Organizar sessões culturais e recreativas periódicas abertas aos sócios e familiares;

- Apoiar o contacto entre os emigrantes sabugalenses residindo na zona de Lisboa e os seus familiares residentes no Concelho;

- Criar um espaço de estudo, permitindo aos jovens sabugalenses, a estudar em Lisboa, um espaço de estudo e convívio;

- Dinamizar o sítio existente na Internet, alargando-o às redes sociais, facebook e twiter.

  

b) Servir o Concelho, nos termos das alíneas a) b) d) e e),o que pode passar entre outras iniciativas por:

- Estabelecer um protocolo de cooperação com o Município do Sabugal visando transformar a Casa na verdadeira embaixada do Concelho em Lisboa;

- Identificar e motivar os sabugalenses com destaque relevante nas comunidades onde se inserem para colocarem as suas capacidades ao serviço do Concelho;

- Desenvolver acções de “lobbying” ao serviço do desenvolvimento do Concelho;

- Congregar os grupos formais e informais de naturais do Concelho existentes na zona de Lisboa, num processo de consolidação/integração de actividades visando o desenvolvimento do Concelho;

- Aprofundar as relações com as colectividades culturais, desportivas e recreativas existentes no Concelho e a Casa do Concelho do Sabugal.

- Desenvolver acções de divulgação/promoção do Concelho enquanto destino turístico;

- Promover visitas colectivas ao Concelho de empresários sabugalenses ou não, no sentido de os motivar para potenciais investimentos;

- Colaborar com o Município, empresas e outras entidades locais publica e privadas para representar o Concelho em Feiras e outros certames de forma a tornar conhecidas as potencialidades turísticas e gastronómicas da região.

Apoiar o contacto entre os emigrantes sabugalenses a residir na zona e os seus familiares residentes no Concelho.

 

--------------